Select Page

A dependência química, diferentemente do que muitas pessoas podem considerar, é uma doença crônica, que pode ser tratada e possui vários estágios que compõem esse processo. 

Durante a reabilitação, as pessoas que são dependentes químicos precisam do apoio de entes queridos. Pois a sua ajuda é de extrema importância para o tratamento e recuperação tendo papel fundamental em todo o processo.

Saber  ajudar o paciente que tem dependência química

O não saber como ajudar um dependente químico, para que o processo de recuperação seja menos doloroso, pode ser angustiante para familiares e amigos. Especialmente entre familiares que ainda estão em processo decisório sobre a internação.

A pessoa dependente geralmente apresenta mudanças progressivas comportamentais, fisiológicas e cognitivas, e saber como ajudar o dependente químico é essencial para poder ajudar. 

O que vai contribuir para que ele não se afaste e que sua recuperação seja inviável   e difícil. Importante destacar que você não será a cura do dependente. Mas sim um apoio que poderá ajudar a guiar para a sua recuperação. Por isso, é importante compreender a doença e não realizar autocobranças em todo esse processo.

Entre algumas formas podemos destacar estágios importantes que poderão contribuir para que você saiba o que fazer para ajudar em diferentes situações.

1. Análise de comportamento do dependente químico

Como um ente querido próximo ao dependente, muitas vezes algumas mudanças comportamentais são negligenciadas. Por isso, procure destinar um tempo para observar e estar mais próximo com essa pessoa. De preferência de que não esteja sob o efeito do uso de substâncias. Esse comportamento será fundamental para estabelecer um vínculo de confiança. 

2. Permita que o dependente tenha abertura para falar

Saber ouvir demonstra a ele que você se importa e o compreende. Sendo assim, será mais fácil para oferecer ajuda no momento da recuperação. 

Deixe-o contar sobre seus sentimentos, especialmente quando não estiver sob efeitos de tóxicos. Escute-o com paciência, procure deixar um canal aberto para comunicação.

3. Procure ter cuidado com as perguntas, não culpe ou critique

Estabelecer uma comunicação não significa criticar ou culpar. Por isso, as perguntas devem ser realizadas com um tom de preocupação, não de crítica, desapontamento e raiva. 

Busque compreender, saber como se sente, fale que sua presença pode ajudá-lo a evitar uma situação de risco. Quando o ente querido demonstra estar mais preocupado com a recuperação do que com as críticas, todo o processo pode ser mais eficaz.

4. Procure ajudar no reconhecimento do perigo

Quem é dependente químico acredita que possui o controle e pode parar quando desejar. E muitas vezes não consegue reconhecer o estágio de perigos de diferentes situações que a dependência química pode causar. 

Nesse caso, quando você percebe que a pessoa está se tornando um dependente químico. Ajudá-lo pode ser uma tarefa difícil, principalmente quando precisar alterá-lo de perigos.

Você deve pedir ajuda para alguém que o dependente confie, ou pedir para alguém que passou pela mesma situação e conseguiu vencer a dependência para aconselhá-lo. Ou mesmo grupos de reabilitação formados por ex-dependentes.  

5. Procure ajuda especializada

Procure dar orientações  para o dependente sobre a procura de orientação especializada como convencê-lo a frequentar consultas com psiquiatras com a finalidade de ter um maior suporte.

Assim como, considerar, em casos mais graves da dependência, a internação para sua recuperação. Nesse caso, o dependente pode ser internado de forma voluntária, judicialmente ou com a decisão da família, caso seja menor de idade.

Na clínica psiquiátrica, o paciente que possui a dependência química poderá contar com uma estrutura completa e tratamento adequado por profissionais, sessões com  psiquiatras, de acordo com suas necessidades, lazer, grupos de apoio, reuniões entre outras atividades.

 Nós podemos ajudar você

A Villa Vitta pode ajudar você, converse com a nossa equipe que terá prazer em ajudar você. Para maiores informações, entre em contato conosco. Conheça mais sobre os nossos serviços, tratamentos e atendimento individualizado.

Leia também: Dúvidas Sobre Tratamento de Dependência Química