Select Page

O ambiente familiar pode ser uma fonte de apoio fundamental para a recuperação de um paciente de dependência química. Contudo, é comum ter dúvidas sobre como ajudar, agir  e contribuir para que o paciente tenha uma reabilitação eficaz.

Se você está passando por essa situação, veja com o nosso post maneiras que podem contribuir para orientar sobre como ajudar um dependente químico no ambiente familiar. Confira!

Antes de tudo, procure compreender a dependência química como uma doença

Entenda que a dependência química é uma doença, esse é o primeiro passo. A dependência é um processo de adoecimento físico e mental. Muitas vezes, é preciso compreender que há sempre algum conflito psicológico. Por trás da dependência, traumas anteriores ou até mesmo doenças psiquiátricas.

A recuperação do dependente químico

A reabilitação do dependente químico é um processo que exige paciência. Isso por ser repleto de desafios com estágios que podem ser difíceis tanto para o dependente como para a família. 

No quadro da dependência química, o paciente pode passar por um período de internação. O que é importante para a sua desintoxicação e o afastamento de potenciais estimulações ao uso da droga. 

Quando ocorre o retorno do dependente para casa, a família enfrenta uma angústia. Alguns entes podem ficar inseguros e até mesmo temer recaídas. O paciente, por sua vez, pode sobre preconceitos  e ter uma visão distorcida da nova realidade que deve enfrentar. 

Nesse contexto, o ambiente familiar deve ser fonte de empatia. O tão falado, colocar-se no lugar do outro, e não somente isso. Mas manter um ambiente seguro de confiança para o dependente em recuperação.



Os desafios para ajudar o paciente com dependência química

O momento do retorno do dependente químico para casa e sua família. Como já falado, é um desafio e requer aprendizagem e fortalecimento de laços. Por isso, é preciso criar alguns estágios que irão compor o processo.

Dessa forma, é importante criar estratégias para o diálogo e a negociação de resoluções para essa contingência. Algumas situações podem ser estabelecidas, tais como a criação de rotinas, uma organização não só no nível prático. Mas também mental com a criação de atividades cotidianas.

Além disso, crie rituais em família, experiências construtivas em que é possível estabelecer o diálogo. O que podem ser explorados de várias formas. Um exemplo pode ser atividades espontâneas, assistir um filme, realizar passeios, refeições em reuniões familiares entre outros. Todos com a finalidade de tornar o ambiente familiar uma fonte de proteção e conforto. 

Mas lembre-se, nesse momento tão delicado, é muito importante que a família e a pessoa com dependência química tenham o apoio de profissionais. É recomendado que o paciente continue com a terapia e o tratamento medicamentoso.

 Nós podemos ajudar você

A Villa Vitta pode ajudar você, converse com a nossa equipe que terá prazer em ajudar você. Para maiores informações, entre em contato conosco. Conheça mais sobre os nossos serviços, tratamentos e atendimento individualizado.

Leia também: Dúvidas Sobre Tratamento de Dependência Química